A face de Deus

Lewis concorda em que Deus criou o demônio — mas isso não torna Deus mau ou o criador do mal. Lewis escreve: "Esse poder tenebroso foi criado por Deus, e era bom quando foi criado, vindo a se tornar mau".
Ele explica a relação que existe entre a liberdade e o potencial para o mal: "Deus criou as coisas com livre-arbítrio. Quer dizer, criaturas capazes de fazer coisas certas ou erradas. Há pessoas que acham que podem imaginar uma criatura livre, mas que não tivesse a possibilidade de errar. Eu não consigo imaginar isso. Se uma coisa é livre pra ser boa, é livre também pra ser ruim. E o livre-arbítrio é o que fez o mal ser possível".
Porque, então, permitir o livre-arbítrio logo no começo?
Ele responde: "Porque o livre-arbítrio, embora possibilite o mal, é também a única coisa que torna possível qualquer amor ou bondade ou alegria que valha a pena se ter. Um mundo de autômatos — de criaturas que trabalhassem como máquinas — dificilmente valeria a pena ser criado".


Trecho do livro Deus em Questão.




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Para inspirar: Home Office

Talvez seja sim!

É sorrindo que se fala com os olhos