Uma poesia só #08


"Eu quero amar!
Eu quero amar!
Eu quero aprender com Aquele menino,
que deixou sua glória
por uma vida simplória.
Que amou sem esperar nada em troca.
Deus que era verbo.
Verbo que se fez carne.
Carne que sofreu.
Carne que sangrou.
Sangue que verteu.
Por mim.
Por nós.
Aleluia!"


| Luci Alves |




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Para inspirar: Home Office

É sorrindo que se fala com os olhos

Talvez seja sim!