Chuva de outono

"Olha,
Entre um pingo e outro
A chuva não molha."

| Millôr Fernandes |




Dias de chuva não são os meus preferidos, mas as vezes eu gosto. Eu gosto do vento frio que sopra gentilmente. Gosto dos pingos na vidraça da janela. Gosto do cheiro de terra molhada. Gosto do barulho sereno da chuva lá fora. Gosto do convite que a chuva faz à uma xícara de chá quentinho. Eu gosto da chuva quando posso ficar em casa e aproveitar esses pequenos prazeres.
Não sou dessas pessoas com tendência a dias cinzas, amo dias de sol e céu azul, mas sei que dias nublados também são necessários pra minha sobrevivência. É a chuva que rega, que alimenta, que faz crescer. Um dia desses eu li que se a gente quer o arco-íris, tem que suportar a chuva. E sei que isso tem muito a ver com a vida. Não importam as tempestades, nem quanto tempo elas durem ou o quanto podem ser violentas, sempre vai haver algo bom e bonito no final. Algo que traga paz. Algo que regue o coração, que alimente as esperanças, que faça a fé crescer. Tudo o que vivemos é o que nos faz ser quem somos. Dias de chuva são sinônimos de arco-íris.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Para inspirar: Home Office

Talvez seja sim!

É sorrindo que se fala com os olhos