Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2013

Emanuel

Eu voltaria atrás pra tentar me avisar Que o caminho será escuro Mas que Cristo é a luz do mundo Deixe Ele te falar quem você é Que a Palavra te desfaça Que te afogue em Sua graça Só a cruz esconderá quem você não é.
|Os Arrais - 17 de Janeiro|

auto-arrumação

Imagem
Ontem foi dia de arrumar o quarto. Na verdade, esse dia deveria ter sido há um tempo, mas a preguiça se estendeu. Ontem não teve escapatória.
E como não sei fazer nada sem música, fui organizando as coisas ao som de Palavrantiga. Meu guarda-roupa tava um caos, comecei a dobrar peça por peça e fui revendo roupas que eu nem lembrava que estavam ali.
Blusinhas de verão esquecidas por causa desse inverno - feio - aqui do Sul.
Casaquinhos leves de meia-estação, abandonados no fundo do guarda-roupa. (eu amo meia-estação!).
O par da meia rosa que havia sumido.
Aos poucos, tudo foi sendo colocado no seu lugar. E sozinha em casa, com a música alta, clima de arrumação, resolvi aproveitar pra me arrumar também... pensamentos, sentimentos, dúvidas, emoções, saudades, decisões.
Fiquei ali, com a porta fechada, dobrando roupas e conversando comigo, e com Deus.
Nessas horas eu já tava lá no álbum do Thalles, aprendendo muito sobre liberdade.
E depois de espiar um pouquinho o xodó (blog) e o passari…

Amor incondicional

Imagem
Se você conhece a história, então saberá do que estou falando.
Aquela mesa de pedra não foi feita pra Aslan, ela estava lá pra Edmundo, estava lá pra puni-lo dos erros que cometeu. Aquele lugar tinha sido reservado pra castigar as más escolhas de Edmundo, mas o Leão se sacrificou, se entregou no seu lugar. Ele se entregou por amor. Jadis não entendeu a profecia, não compreendeu a mensagem da pedra.
E sabe o que eu vejo??
Que existem muitas Jadis por aí, pessoas que não compreendem a mensagem da cruz. Cristo é Aslan, e eu? Eu sou Edmundo. Eu me vendi por uma porção de manjar turco, troquei o sol pelo gelo, por um pouco de satisfação. Eu barganhei por um futuro ilusório, cheio de neve.
Aquela cruz não foi feita pra Cristo, ela estava lá pra mim, ela era minha dor, mas Ele se sacrificou. Aquele calvário era meu. Meu fardo. Minha vergonha. Minha humilhação. Mas Ele me amou e por amor se entregou no meu lugar. Tomou minhas dores. Foi traspassado pelos erros que cometi. Moído pelas minhas …

A dona da minha cama

Imagem
Ela é moça bonita, mas acha que engana.
Houve um tempo em que ela sorria fácil, sem se importar. Não media as alegrias. Sorria em qualquer situação.
Me lembro que houve um tempo em que ela mantinha os ombros eretos. Andava como se pudesse conduzir os ventos. Eu amava aquele jeito!
Agora ela anda por aí, cabeça baixa, quase não a vejo, ela até sorri e acha que engana, mas eu a conheço bem, e mesmo se não conhecesse, saberia.
É só olhar no fundo dos seus olhos pra ver que ela carrega uma tristezinha fina.
Ela realmente acha que engana, mas até você, se olhasse em seus olhos, notaria, e saberia do que estou falando.
Porque mesmo que seu corpo se arme todo numa sincronia de gestos alegres, aqueles olhos cor de aurora, simplesmente, não sabem como mentir.


"o amor jamais acaba"

Imagem
Sim, eu sei amar. Sei amar sem interesse, sei amar sem ter conveniências ou oportunismo, sim, eu sei amar sem segundas intenções. Amar por afeto, amar com pureza, amar pelo que a pessoa é, amar sem desconfianças ou falsidade, sem sorrisos amarelos, sem superficialidade, sem maldizer, sem raça, sem cor ou credo.
Amar com tranquilidade, amar com prazer, com aconchego. Amar com compreensão, com perdão. Amar perto e longe. Amar de dentro pra fora. De norte a sul. Do Oiapoque ao Chuy. Sem reservas. Amar livre. Amar sem síndromes, sem ciúme, sem doença, sem possessividade.
Sim, eu sei amar.
E num mundo de egoísmo, onde cada um pensa, faz e sente só por si mesmo, ando tentando amar mais do que nunca.
Ando cultivando um coração de verdade, que possa ser ferido, quebrado, amassado, torcido, moído, pisado, sufocado, e mesmo assim, consiga amar de novo...


Pride & Prejudice

Imagem
"Sei que é generosa demais pra fazer pouco de mim. Se seus sentimentos são ainda os mesmos que manisfestou em Abril passado, diga-me imediatamente. O meu amor e meus desejos permanecem inalterados, mas basta uma única palavra sua para silenciar-me para sempre."

A história de Darcy e Lizzy, o romance mais lindo da literatura mundial, o mais envolvente de todo cinema, o mais apaixonante de todos os contos já citados nesse espaço.
No ano passado, loquei o filme pela primeira vez e me derreti, assisti cinco vezes, assim de cara, paguei mais algumas diárias, e assisti mais quatro vezes.
Então, meu noivo lindo, me presenteou com o filme na páscoa. Ameiiiii!!!!
Depois, adquiri o livro, e foi aí que o encanto se fez. O livro é totalmente perfeito!

Um fato: eu gosto de primeiro assistir ao filme e depois ler o livro.
Primeiro porque consigo sentir melhor a história já tendo personagens físicos pra me basear. E segundo, o filme sempre, SEMPRE, corta muitas partes do livro, então, se l…

Casinha pequena

Imagem
"Que todo mundo tenha um amor quentinho.
Descanso pro complicado do mundo.
Surpresa pra rotina dos dias. A quem esperar.
De quem sentir saudades. Um nome entre todos.
O verso mais bonito. A música que não se esquece.
O par pra toda dança."

|Ana Jácomo|


Coisa boa é te ter comigo e aproveitar cada detalhe do teu lindo sorriso. Coisa boa é ter essa certeza de uma esperança aguda no peito. Bom mesmo é ver nosso lar, tão doce lar, sendo edificado todo dia. Ver que tudo está ficando com a nossa cara, do nosso jeito, bem como a gente sonhou. Coisa boa é saber que nossa casinha é tão aconchegante. Nada melhor do que se sentir feliz ao entrar em casa! Tão bom é essa certeza de que a benção de Deus já habita ali, pois Ele é quem tem nos agraciado de forma abundante. Já posso sentir a alegria que será, viver todos os meus dias ao teu lado, no conforto do teu abraço, no nosso sofá marrom bonito. Bonito mesmo é saber que vou partilhar toda essa vida com o meu amor e meu melhor amigo. O ma…

Atemporal

Imagem
E a falta tem me feito companhia.
Porque eu tenho essa coisa de não saber viver sem as pessoas?
Talvez eu seja mesmo feita de retalhos. Quem sabe perder também seja minha sina. A verdade é que ainda não recebi a cura pra minha sinestesia.
Continuo amando os amigos que por, bem ou mal, se afastaram. Continuo sentindo falta do grupo completo. Da casa cheia. Falta de reticências. Do carinho agridoce.
Sinto falta de como tudo era há mais ou menos um ano atrás, mas as coisas mudam e tomam rumos diferentes.

Ninguém quer o passarinho caído do ninho.
Mas talvez quando eu aprender a voar eu receba um olhar.