Solidão


A gente precisa de amigos. Gente que se importe se você sumir, gente que sinta a sua falta, que se preocupe, que mande recado, que marque encontro, amigo que não durma direito se não tiver notícias. A gente precisa de gente que abrace forte, que seja companhia sempre, que note se você estiver mal e insista em saber o porquê. Gente que guarde segredo, que divida o peso, que passe noites em claro se for preciso. A gente precisa de amizade intensa. Gente que corra atrás, que faça surpresa, que apareça sem avisar, que mande sms, emails, cartas, sinal de fumaça. Gente que não deixe a solidão te engolir ou a tristezinha fina voltar. Gente que seja mais do que palavras. Mais do que os livros que você lê. Mais do que os filmes e seriados que você assiste. Gente que nos entenda, que compreenda nossos medos e nos ajude a combater nossos monstros. A gente precisa de ouvidos que nos ouçam, de braços que sejam abrigo, de colo. Precisamos de amigos que nos chame a atenção quando for preciso. Gente que nos cure. Gente que se importe.

"Em tempos que ninguém tem mais tempo, que nada interessa, que nada se percebe e pouco se importa, agradeço aqueles que ainda percebem nossas dúvidas, suspeitas, sentimentos, estares, e ainda gastam um momento com a gente. É bom saber que existem aqueles que ainda insistem apesar de um “estou bem”."
— Sean Wilhelm

Comentários

Perfeito, Luci. É exatamente disso que ando precisando. Amigos verdades.

Postagens mais visitadas deste blog

Para inspirar: Home Office

É sorrindo que se fala com os olhos