Para Nárnia! Para o Norte!


Esses últimos meses tem sido uma loucura. Tantas coisas tem acontecido e sabe que no meio dessa correria toda, eu me refugiei no sonho de ter um encontro com Aslam, assim como o de Shasta, eu falando sobre meus infortúnios e pesos e Ele provavelmente me revelando sobre seu amor e cuidado. Andando na escuridão sem fim até enxergar o romper do brilho de sua juba amarela ouro. Ouvir sua voz forte e doce ao mesmo tempo, me dizendo sobre todas as grandes e pequenas coisas que fez e faz a meu favor. Sentir o hálito quente de seu suspiro. E saber que tudo, absolutamente e inteiramente tudo está acontecendo dentro da sua boa, agradável e perfeita vontade. Será que Lewis um dia imaginou o bem futuro que faria a pessoas como eu? O tempo tem se mostrado irremediável, tem uma música de Marcos Witt que diz pasa la vida con rapidez, e somos incapacitados para retardar isso. A verdade é que somos vulneráveis. A única certeza é a do zelo de um Deus amoroso. A única segurança é nos braços do Aba. A única luz é a do Ermo do Lampião. O único ancoradouro é a Mesa de Pedra. O único refúgio é Cair Paravel. O melhor lugar do mundo é ao lado do Leão. 


"O Grande Rei encaminhou-se para ele. A juba e um perfume estranho e solene, que nela pairava, cercaram o menino. O Leão tocou a fronte de Shasta com a língua. Os olhos de ambos encontraram-se. Depois, instantaneamente, a brancura da névoa misturou-se com o brilho ardente do Leão, num redemoinho de glória, e os dois sumiram. Shasta se viu só, com o cavalo, na relva de uma colina, sob um céu azul. Todas as aves do mundo cantavam." Pág. 263

Comentários

Mima! disse…
Será que você percebe o quanto suas palavras vem resumindo a minha sina??

Agradeço a Deus por usar você pra renovar minha esperança tão cansada!

Abraço forte bailarina

Postagens mais visitadas