Por falar das coisas do coração

Na verdade, tudo o que a gente sonha pode acontecer. 
(Catedral) 


São os atores e suas atuações, daqui a pouco são as questões da vida e seus conflitos, depois de alguns minutos já são as pessoas e seus milhares de trejeitos. 
Minha vida se resume em relacionamentos.
Eu fui abençoada com as boas maneiras de fazer amizades, e diferente do Sr.Wickham, também recebi a capacidade de mantê-las. Isso, talvez, porque eu seja inteiramente sincera em meus relacionamentos. E me esforce por aceitar as pessoas como são, com suas bunitezas e chatices... Ou também porque sou meio Lúcia Pevensie, curiosa, exploradora, sonhadora. Eu não tenho amizades em um mundo quase aleatório ao meu, pelo menos não literalmente. Mas tenho grandes amigos espalhados pelos arredores da minha Via Láctea, seja do outro lado do país, ou do outro lado da via urbana. E desejo, sorridentemente, que a afeição entre nós não seja ferida pela distância de nossos abraços. Só porque não posso correr até suas casas, bater em suas janelas e gritar-lhes: Você é especial pra mim! não significa que não sejam.
Que essa minha capacidade de manter as amizades não falhe agora. Não agora. E nem mais tarde. E já que eu acredito que os sonhos possam se tornar reais, eu sonho em poder conversar pessoalmente com meus amigos que moram longe. Enquanto isso, o mundo virtual continua me parecendo muito atraente.


Comentários

Postagens mais visitadas