Uma peça que falta na alma...



...ballet.
Disciplina, perseverança e amor. Dor, distensões e sorriso estampado. Pés calejados, espasmos, postura, curvaturas, allongés, pirouettes, saltos, tendus, demi-pliés, anturnans, fuetes, assemblés (...) e sorriso estampado. Fé, sonho e esperança!
O ballet me ensinou a sorrir e manter-me firme, mesmo em meio a dor.
Me descobri muito mais clássica do que imaginava. Eu achava que o ballet entediaria meu temperamento forte e minha personalidade agitada, mas não. Foi como um calmante, o dia poderia ser péssimo, as preocupações podiam estar a mil dentro de mim, mas era só começar a tocar aquela música, que tudo passava. Eu me entregava ali.
Agora acabou.
Mas aquela calma ficou. E muita aprendizagem e saudade.
Não posso, nem conseguiria explicar a falta que o ballet me faz, sou completamente incapaz de dizer como meu corpo sofre com essa falta, e como pede pra voltar.

Mas, minh'alma espera em Deus, com aquela ansiedade miúda que através do ballet, Ele me ensinou a ter. Preciso ser ansiosa, mas não ao ponto de não saber esperar! 

Deus coloca em nós o desejo de entender Seus propósitos, mas não nos deixa compreender completamente o que Ele faz, porque é Dele a vontade perfeita!


Comentários

Postagens mais visitadas