Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2012

Uma carta no postal

Imagem
Dançar é uma emoção e ritmo que comovem quem assiste.
Superam os entraves emoldurados pela vergonha e invadem a pista, mostrando em uma expressão corporal todo sentimento gerado por diferentes tipos de música. 
É como se a dança fizesse parte do ser.
Dançar é expressar emoções por meio do corpo.
É esculpir no ar figuras harmoniosas que nascem de um pulsar musical.

[Queridas alunas, é com enorme carinho e saudade que venho avisá-las que reiniciaremos as aulas de ballet]


Deise Lemos, minha profi

Porque viver exige mais

Imagem
— Como foi o seu feriado?
Perfeito.
Não teve pessoas disfarçadas nem máscaras escondendo semblantes angustiados. Não teve batidas de músicas inarmônicas com corações entristecidos e olhares distantes. Não foi composto por amores e sorrisos efêmeros e uma grande alegria transitória. Explosões de euforia, pulos insaciáveis e aquela história 'ninguém é de ninguém'.
Esses quatro dias foram de paz. Teve pessoas queridas e abraços calorosos. Teve companhias especiais, conversas e risos. Teve palavras de amor, de perdão e vida. Teve olhares amorosos e sorrisos que curam a alma da gente. Guardei sentimentos infindáveis e uma porção bem grande de felicidade esplêndida. O feriado passou, mas o que deixou é eterno. Não só uma lembrança pra ser contada e recontada entre amigos, mas mudança de vidas, de pensamentos, de atitudes. Isso muda o futuro (pra melhor!).

Porque folia nenhuma nos dá a solução para os problemas (elas apenas nos descontraem por um tempo). Quando esses quatro dias acabam,…

O jardim cheio

Imagem
Feita assim. Leve, doce e colorida. Flores? Esperança.
Imagem
Ganhei esse selinho da Priscila, lá do blog: Borboletando (que é um encanto só).
E quero repassar pra mais dois blogs queridos que amo ler:


Caixa Mágica da Vanessa Leonardi
Daquilo que sinto, que sei e que sou da Vanessa Moreira



E querer passar a vida toda junto

Imagem
Você sorri ao lembrar dele e daquela fala engraçada do dia anterior. E volta-e-meia se pega sentindo falta, olhando uma fotinho no celular, lembrando e relembrando de como ele a faz se sentir bem. E você ri por se distrair ao pensar naquele sorriso doce e por se sentir tão apaixonada por aquele conjunto de cabelos e olhos amadeirados. Você não consegue imaginar sua vida sem a companhia dele. Nem seus planos. E agradece a Deus por ter te presenteado, assim, com um relacionamento tão abençoado. Você se sente orgulhosa ao ouvir as pessoas o elogiando 'como ele toca bem, como canta bem, como é humilde e um amigo de valor'. Ele é paz e certeza nos teus momentos de desesperança. 
E você, simplesmente, não sabe como explicar toda essa intensidade.

(porque só uma pessoa, na vida, consegue tocar a gente assim — com a alma).