Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2012

Carne e osso, sonho e coração.

Imagem
Não sou da espécie robótica, embora tenha sensores de reconhecimento facial e mecanismos que reconhecem vozes. Sou daquele tipo sensível demais, que gosta de olhar nos olhos. Sou dessas que não se contentam com o sentimento automático ou com a frieza da modernidade. Gosto de me encaixar na anatomia de abraços sinceros, daqueles que posso medir a temperatura dos corações com esse tal termômetro que as pessoas chamam de afinidade.Ju Fuzetto   

Um dos meus preferidos

Imagem
Steve engoliu o nó em sua garganta. E, de repente, entendeu o que aquele nó significava. Ele havia culpado Brenda por suas fraquezas e erros, e era chegada a hora de perdoar. Porém, havia mais. Ele viu a verdade nos olhos dela e, pela primeira vez, permitiu que a verdade penetrasse em seu coração. Ele também havia errado.


— Eu perdoo você, Steve. — Brenda enxugou os olhos com a mão, tentando conter as lágrimas. — Senti muito sua falta.
Steve abraçou-a com força, sentindo as curvas graciosas e os contornos suaves da esposa. Em seguida, segurou seu queixo e forçou-a a virar o rosto para ele. — Eu perdoo você também.


(...)


Acontece a cada primavera, Gary Chapman

Fantástico, Tim!

Imagem
Chapeleiro: Sabe qual é a semelhança entre um corvo e uma escrivaninha?
Alice: Não, qual é?
Chapeleiro: Não faço a mínima ideia! 


Existe alguém mais 'Alice' do que eu?

das simplicidades

Imagem
Um perfume de domingo, uma mensagem de bom dia, um abraço ao fim da tarde, uma piscada esperta, uma careta engraçada, um sorriso calmo (que começa pequeno e pára intenso). Ah esses teus detalhes que me encantam.



Tu foi feito muito pra mim, gaúcho!
Imagem

Como as estrelas do céu

Imagem
Para os astrônomos, as estrelas são esferas de plasma.
Para os bisavós, são o sinal de que o amanhecer será ensolarado.
Pra quem é apaixonado, fazem parte de uma pintura de Michelangelo.
Para os viajantes, são guias.
Para os sonhadores, o contentamento do céu.
Para os gregos, deuses.
Pra quem é razão, apenas são parte do firmamento.
Mas pra mim, são como promessas.


Porque são incontáveis!

eu acredito!

Imagem
- O que há além das ilhas do oriente?
- O País de Aslam.
- Você acha que exista mesmo, Ripchip?
- Só nos resta acreditar!


A viagem do Peregrino da Alvorada

De 2011 pra 2012

Deixo esse ano, com todos os seus acontecimentos, guardado. 
Eu não queria que ele se fosse, e também não queria que ele continuasse. Foi um ano difícil, confesso. Chorei, por muitas vezes, por frustração, por quase desistir de muitas coisas. Mas fazendo uma retrospectiva pessoal, percebi o quanto me tornei resistente, o quanto as lágrimas me limparam, o quanto a graça de Deus me alcançou. Apesar de ter sido árduo, não consigo expressar o quanto fui feliz. Eu superei as aversões, as destemperanças, a minha insistente vontade de não continuar. Eu me superei! Esse ano foi mais de crescimento, do que de mudanças. Bem mais de provações do que folga. E me perguntei se 2012 começando num domingo, talvez quisesse dizer que seria um ano de descanso, mas acho que é só coincidência mesmo. Durante esse ano, precisei de alguns chacoalhões pra recobrar os sentidos. Mas, por vezes, fui forte o bastante pra servir de apoio aos amigos, pra manter-me estruturada quando precisava passar segurança a quem…