Sr. Ninguém



Eu sei mas não devia. Eu sei que a gente se acostuma. Mas não devia. A gente se acostuma a sorrir para as pessoas sem receber um sorriso de volta. A ser ignorado quando precisa tanto ser visto. A gente se acostuma a coisas demais para não sofrer. Em doses pequenas, tentando não perceber, vai afastando uma dor aqui, um ressentimento ali, uma revolta acolá. A gente se acostuma para poupar a vida. Que aos poucos se gasta, e que de tanto se acostumar, se perde de si mesma.


Autor Desconhecido

Comentários

Rachel Nunes disse…
Acostumar-se. O mais cômodo e o que não podemos.

Postagens mais visitadas deste blog

Para inspirar: Home Office

Talvez seja sim!

É sorrindo que se fala com os olhos