Vem, que o apito do trem anuncia a partida. E os vagões lotados de olhares esperançosos e os trilhos ansiosos por levar sorrisos largos ao mundo. Vem, que a vida não espera, nem o trem, nem o apito. Mas eu te espero. Então corre, como se fosse a última estação. A última chance pra nós, pra o resto do mundo.

Comentários

Olá...
Que texto lindo!
Estou seguindo.
Segue o meu também?
Beijos
Luci.Alves disse…
Oi. brigada guria.
Sigo sim!

bjo ;*

Postagens mais visitadas deste blog

Para inspirar: Home Office

É sorrindo que se fala com os olhos

Talvez seja sim!