" Amar é sempre ser vulnerável. Ame qualquer coisa e certamente seu coração vai doer e talvez se partir. Se quiser ter a certeza de mante-lo intacto, você não deve entregá-lo a ninguém, nem mesmo a um animal. Evite qualquer envolvimento, mantenha-o trancado com segurança no caixão de seu egoísmo. Nesse esquife-seguro, escuro, imóvel e sem ar - ele não vai se partir, vai tornar-se inquebrável, indestrutível, impenetrável. O único lugar onde você pode estar perfeitamente a salvo de todos os riscos e perturbações do amor é o inferno."


C.S. Lewis, em Os Quatro Amores  

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Para inspirar: Home Office

É sorrindo que se fala com os olhos

Talvez seja sim!