em meu refúgio feliz


Ele me olhou de um jeito que a linguagem de nossos olhos ligados um ao outro traduzia um conto bonito. Era eu, sofrendo a devastação de apaixonar-se mais uma vez, pela mesma pessoa. Era eu, presa entre os parênteses de suas explicações. Era eu, com um sorriso incontido ouvindo-o dizer 'quero ficar contigo pra sempre'. Era eu, encantada ao ver em sua expressão um éprasempremesmo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Para inspirar: Home Office

É sorrindo que se fala com os olhos