verdade em mim


...e eu não estou falando de um falso amor, de um amar momentâneo, aquilo superficial.
Eu quero amor mesmo, com cada letra e cada toque. Quero sentir o amor, respirar, doar e receber. Mas se não for amor, amor mesmo, eu não quero. Não quero aparência, mentira, nem enganos. Não quero sentí-lo hoje e amanhã não, agarrá-lo num instante e vê-lo ir embora em outro. Se não for pra ficar, então não venha. Não quero um amar temporário, porque o amor não tem relógio e meus ponteiros já não funcionam mais. Afinal, o amor mesmo não se prende a esse tempo estipulado, marcado, encomendado. E é esse amor sem hora que eu quero pra mim.

.luciele alves

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Para inspirar: Home Office

É sorrindo que se fala com os olhos