dissipando as partículas


Sabe, eu sempre soube que as pessoas mudam com o passar dos anos. Que as atitudes mudam, que os pensamentos e a cor, a palavra e a música preferida também. Que algumas amizades amadurecem, enquanto outras, não perduram. Que bilhetes são jogados no lixo, que as histórias não tem mais as mesmas versões e que muitas vivências são esquecidas. 
Que já não se compartilha segredos e que a bagunça de antes torna-se silêncio inoportuno. Vazio claro montado de fotografias gastas do fundo do peito. Pedaço do coração arrancado e colocado fora, de graça, sem permissão. E de alguma forma, sei lá, eu sabia que mudaríamos. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Para inspirar: Home Office

Talvez seja sim!

É sorrindo que se fala com os olhos