baile

Durante esses dias não era exatamente a falta de sol que incomodava, mas um cinza inoportuno, uma ausência de azul, a opacidade numa monotonia de lentes empoeiradas.
(...)
Finalmente um intervalo.

Cedo o céu se estendeu aberto e vasto, ela olhava de um lado a outro e era tudo imensidão. Uma oportunidade para levar a alma para passear, ela que com esse tempo de recolhimento já cheirava a guardado.

Quem sabe depois de arejar a casa as palavras voltem a dançar com ela?!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Para inspirar: Home Office

É sorrindo que se fala com os olhos