Postagens

Estamos sendo dominados

Imagem
Eu gosto muito das possibilidades que a internet oferece, se não fosse por ela nunca teria conhecido as pessoas lindas que conheço de lugares distantes (esse é o maior presente que a internet me deu) mas essa onda de hashtags e busca por likes pode nos levar pra onde não queremos ir. 
A perfeição vendida pela internet, e que involuntariamente acabamos comprando, tem gerado em nós ansiedades e vazios profundos nunca antes sentidos. Almejamos a vida perfeita, o casamento perfeito, o corpo perfeito, coisas que não conseguimos alcançar e cada vez nos sentimos mais sozinhos, mais perdidos e mais insatisfeitos. 
A internet está dominando o mundo. Jovens, velhos, crianças, todos estão mergulhados no mundo digital. Você já notou isso??? Nos reunimos em família para o almoço de domingo, mas não largamos os smartphones. Marcamos um encontro com os amigos pra colocar a conversa em dia e meia hora depois estamos vidrados no Instagram, Twitter, Facebook, Pinterest, Youtube, rindo sozinhos dos memes.…

Predestinados em amor

Imagem
O Reino de Deus não consiste em coisas passageiras, mas em justiça, paz e alegria no Espírito.
Ele nos transportou do império das trevas para um lugar chamado REINO DO SEU FILHO AMADO e nesse reino nós somos chamados de filhos amados. Há lugar pra nós na mesa do Rei. Há espaço para todo aquele que quiser se achegar. O Amor amou a todos nós. Somos alvo dessa graça imensurável.

À luz desse Amor entendemos que não somos um acidente de percurso. Nós somos filhos. Aceitos. Compreendidos. Acolhidos. Fomos vistos por Ele. Amados de tal maneira que não perecemos em nossas tristezas, mas recebemos esperança de uma vida plena em Cristo, e por meio de Cristo. 
Nesse lugar de comunhão com o Pai somos transformados dia após dia, despidos das nossas máscaras e de quem fingimos ser, libertos das amarras de nossos medos e frustrações. Nesse lugar, somos fortalecidos e consolados nos dias maus. As coisas velhas ficam pra trás e o que importa é o que o Pai diz sobre nós. É Dele que vem a paz que nos s…

Sou medrosa pra vida

Imagem
Uma confissão: eu não gosto do meu trabalho. A vida proletária me alcançou cedo, meu primeiro emprego foi aos dezesseis anos, hoje com quase vinte e seis, refletindo sobre tudo o que já passei, posso afirmar que nunca me realizei profissionalmente.
Sou muito frustrada nessa área, não consigo me sentir feliz com o que faço. Tem dias que me sinto tão cansada que choro pra aliviar. É um cansaço mental, sabe, algo que não se resolve apenas com uma boa noite de sono. Eu não costumo falar sobre isso, tenho muita dificuldade de me expor e em parte, acho que a razão é eu sentir que as pessoas não vão me entender.
Tem muitas coisas que eu gostaria de fazer, mas nunca tive coragem de dar o primeiro passo, talvez por medo, talvez por insegurança, talvez pelas duas coisas. Quando era mais nova eu sonhava grande, agora me limito ao que é possível. Já ouvi um monte de gente contar suas histórias loucas de como largaram tudo e investiram em algo que gostavam, eu nunca fiz uma loucura, nunca me aventure…